EPTV adota soluções da Grass Valley para operação remota

By
EPTV adota soluções da Grass Valley para operação remota


A EPTV é afiliada Rede Globo de Televisão, composta por quatro emissoras localizadas no interior do Estado de São Paulo e Sul de Minas Gerais, cobrindo 317 municípios e uma população de aproximadamente 11 milhões e 900 mil pessoas e tem uma produção diária de 2h30 aproximadamente, de segunda a sábado. A implantação da Masterpiece, da Grass Valley, em Campinas e Ribeirão Preto é a primeira etapa de um plano maior, que termina com uma Masterpiece em cada local (Campinas, Ribeirão Preto, Varginha e São Carlos) e uma camada de automação controlando uma operação centralizada. “A necessidade de uma estrutura para operação remota entre as emissoras de Campinas e Ribeirão Preto é justamente para que a gente pudesse ter uma operação de recuperação de desastre no caso de uma necessidade, ou seja, se uma emissora parasse ou tivesse algum problema, a gente pudesse assumir a operação de outra localidade. Outro ganho que a gente observou quando concebeu o projeto, é que, além da recuperação de desastre, é que uma emissora pode operar outra emissora remotamente. Acionando uma única equipe, a gente pôde fazer uma operação centralizada, controlando remotamente a outra emissora”, declarou Giulio Breviglieri, Gerente de Engenharia na EPTV.

A EPTV adquiriu quatro Masterpieces da Grass Valley, incluindo moldura e painel físico, e dois painéis de software adicionais para Campinas e Ribeirão Preto. “Optamos por usar a Masterpiece, porque ela é uma solução relativamente simples. Então, a gente tem essa estrutura em cada uma das emissoras, que se conectam através de uma rede e, através de um único painel na emissora de Campinas, a gente loga tanto na matriz de Campinas como na matriz de Ribeirão Preto e faz uma única operação de corte. Ou seja, sincronizou as fontes – a gente tem fontes equivalentes tanto na matriz de Campinas como na de Ribeirão – e permitiu que, a partir de uma única operação tivesse um único corte para as duas emissoras. A masterpiece da Grass Valley permitiu isso”, comentou Breviglieri.


O upgrade do Master Control traz a vantagem de ter uma operação centralizada em algum ponto (Campinas controlando Ribeirão Preto) tendo, por consequência, redução de custos operacionais. “Hoje já temos alguns horários do dia e da noite com operação 100% remota. Então, nesses momentos não há ninguém na central de exibição da emissora de Ribeirão Preto e a operação é toda feita pelos operadores de Campinas. Alguns momentos são dois operadores independentes, um cortando a programação de Campinas e outro cortando a programação de Ribeirão Preto, e em outros momentos um único operador cortando as emissoras simultaneamente”, explicou Breviglieri.

Campinas possui dois controles físicos principais (principal e backup) e um painel de software, que verifica remotamente o funcionamento do centro de exposições. Ribeirão Preto tem os mesmos produtos e seus Master Controls podem ser controlados por Campinas. “Hoje a gente tem um ganho de tempo na operação, porque algo que é feito na central de exibição em Campinas é replicado para a central de Ribeirão Preto, então isso gera um ganho operacional significativo. Ou seja, tanto ingeste no exibidor quanto operação na mesa mestre é feito uma vez só e isso replica para as duas emissoras”, avaliou o Gerente de Engenharia na EPTV. “Além da conexão das matrizes mestre, das mesas mestre, a gente tem também a parte de comunicação, onde a gente disponibilizou na central de exibição um painel onde eles podem conversar com o controle do estúdio de Jornalismo de forma que eles possam coordenar as produções ao vivo a partir de Campinas”, completou.

A escolha da Grass Valley trouxe melhores resultados nos POCs, além de suporte local, relacionamento e flexibilidade para customizar um recurso específico (sync shadow). Giulio Breviglieri afirma que a EPTV estuda a ampliação desta operação. “Não só para a emissora de Ribeirão, mas para as demais emissoras do grupo e gente estuda também a possibilidade de uma solução de automação de forma que a gente possa trazer ganhos operacionais ainda maior para nosso o nosso dia a dia. Entendo que a Grass Valley pode nos ajudar com essa solução. Já vem ajudando, pois o uso da Masterpiece nos permitiu, de uma forma muito simples, fazer esta operação remota, mas a gente pode andar ainda mais. Podemos expandir isso para mais emissoras e partir para uma solução de automação da própria Grass Valley para que a gente possa trazer os ganhos que esperamos para a nossa operação”, concluiu.



Link da fonte