Ross lança plataforma da comunidade Living Live para produção ao vivo

By
Ross lança plataforma da comunidade Living Live para produção ao vivo


Os profissionais de produção ao vivo podem se reunir para compartilhar suas experiências, resolver problemas, encontrar respostas e discutir as melhores práticas

A Ross Video anunciou o lançamento do Living Live, uma plataforma de comunidade online para a indústria de produção ao vivo. Através do site https://livinglive.community/ , os profissionais de produção ao vivo podem se reunir para compartilhar suas experiências, resolver problemas, encontrar respostas para perguntas e discutir as melhores práticas.

“Nosso setor é incrivelmente diversificado e inclui profissionais que trabalham em diversas áreas”, observa o vice-presidente executivo e CMO da Ross, Jeff Moore. “As necessidades da comunidade gráfica freelance, por exemplo, são muito diferentes das necessidades das pessoas que trabalham com switchers de produção ou operadores de câmera. Além disso, também atendemos clientes em muitos setores diferentes, de transmissão de notícias a esportes eletrônicos e produção de adoração. Todos enfrentam desafios criativos, de negócios e de tecnologia sutilmente diferentes em seu trabalho diário, e a plataforma da comunidade Living Live atuará como um recurso da indústria muito valioso, onde especialistas com ideias semelhantes podem se reunir para compartilhar pensamentos e ideias.”

“Estamos extremamente entusiasmados com esta nova iniciativa”, comenta Andrew Faulkner, vice-presidente de marketing da Ross. “Ross tem procurado consistentemente agir de uma forma que beneficie nossa indústria, bem como nossa empresa, e esta plataforma de comunidade é construída sobre esse ethos. Sei, pelas várias pessoas que conheci em eventos do setor, que a produção ao vivo é povoada por pessoas inteligentes, apaixonadas e criativas com fortes opiniões sobre para onde esse setor deve estar indo. O Living Live proporcionará a eles um fórum para essas opiniões e uma oportunidade de moldar a direção futura da produção ao vivo.”



Link da fonte